Porque nem tudo inicialmente dá certo.

Tudo começou com umas isquinhas de frango, bem simples, só com alho, cebola e um aceto balsâmico só pra dar uma graça e uma corzinha no branquelo do frango.

Ficou gostoso, MAS, bem que eu deveria desconfiar, ficou meio seco. Peito de frango é sem-vergonha.

Calma! Nem tudo está perdido! O que eu fiz pra salvar:

Peguei todo o frango que sobrou, e passei no mixer. Reservei. No mixer novamente: alho, cebola roxa, tomilho, salsinha, sal, pimenta do reino e um teco de manteiga, pra ficar mais úmido. Juntei ao frango, mais um ovo caipira e farinha de rosca até dar liga.

Moldei os hamburguers  e levei ao forno.  Não precisa de muito tempo não, já que o frango neste caso, já estava pré-cozido. Mas dá pra fazer na boa com frango crú, e os temperos que mais te apetecerem! Alho poró no hamburguer de frango, por exemplo, é uma coisa deveras luxuosa.

parece carne vermelha, mas é frango!

parece carne vermelha, mas é frango!

O hamburguer fez um ótimo par com  aquele pãozinho da Bruna ;-)

Pra montar o hamburguer, eu fui só de requeijão e mostarda escura. Mas a ala menos light da casa foi de maionese e ketchup.

Pois é, amigos da Pimenta, se tem uma coisa que eu não gosto é de jogar comida fora. Tenho um marido avesso à comida requentada, então ‘reformar’ é a solução.