jaimeO Jaime é administrador, prefere não revelar a idade e manda muitíssimo bem na cozinha. Como bom descendente de italianos, faz a própria massa e não dispensa uma taça de vinho!

Conte-nos, como começou a cozinhar?
Bom dizem que a ocasião faz o ladrão… Quando meus pais saiam e eu ficava sozinho com meu irmão, tinha que cozinhar para ambos, nada de especial, um arroz com ovo, mas foi daí que surgiu o gosto pelas panela. Isso faz lá seus bons 20 anos, bah.

Gosta de novidades na cozinha?
Ah sim, adoro experimentar, mudar as receitas, acrescentar ingredientes, procurar alternativas, usar o que tem à mão.

Doce ou salgado? Quais seus preferidos?
Ambos, atrás de uma boa refeição vêm sempre uma boa sobremesa.

O que não falta na sua cozinha?
Acho massa o top da praticidade. Além de rápido pra fazer, há uma variação imensa de modos de preparar, sabores e cores… Também bons utensílios são indispensáveis para a boa prática culinária.

Suas especialidades?
Massa. Um belo macarrão, feito por mim, claro.

Falando em massa vai uma receita de molho que eu adoro.

A receita original pede massa pene, mas dá pra usar outros tipos. A receita de molho que segue, pode ser usado só, ou incrementado com frango ou carne bovina, bem fritinha com bastante alho e cebola, e disposta sobre a massa já com o molho. (nada de misturar com o molho, isso pra garantir uma carne sequinha e saborosa)

O molho:

  • 4 tomates grandes sem pele e sem sementes
  • 1 cebola média picada miudinha
  • 1 cálice (200 ml) de vinho branco seco de boa qualidade
  • 250 gr de nata (aquela de pacotinho, não muito mole nem muito firme) pode substituir por creme de leite, mas o sabor muda.
  • Sal a gosto
  • Pimenta também
  • Um bom punhado de salsinha picada.


Refogue a cebola em um fio de azeite, acrescente o tomate picado grosseiramente, o sal entra nessa hora, coloque o suficiente, já para o tomate desmanchar, sem necessidade de acertar no final.

Acrescente o vinho e deixe evaporar um pouco.

Enquanto isso faça a carne que preferir, tudo bem fritinho com alho e cebola e o sal a gosto, pimenta também vai, claro.

No molho acrescente a nata e deixe desmanchar, cuidado pra não dessorar, melhor desligar o fogo, junte a salsinha, já com o fogo desligado.

Junte à massa já cozida em um refratário ou em porções individuais, e distribua a carne bem tostadinha. Pronto.


Uma sugestão é usar massa caseira hmmmmmm. Mas o pene se dá muito bem com esse molho,  pois o molho penetra nos tubinhos da massa.