Eu queria muito comer apfelstrudel. Tinha as maçãs compradas, e elas ficaram quase uma semana ali me olhando.

E eu fazendo que não via cada vez que passava na frente da fruteira.

O caso é que eu queria o strudel, mas estava com preguiça de fazê-lo. E eu não confio em strudel de padaria. Pelo menos, não no strudel de qualquer uma, porque geralmente massa folhada recheada de maçã é chamada de strudel.

E como acabar com 05 ou 06 maçãs de uma hora pra outra a não ser numa torta, criei coragem (não tanta como para fz um strudel), e peguei a receita da Pate Brisée da Ana Elisa que eu já estava namorando há tempo, mas as medidas precisas me assustaram um pouco. Mas a hora que eu entendi o que ela quiz dizer com massa 3-2-1 (dã), ficou bem fácil pra adaptar.

Para as pessoas mais simétricas, fica a receita ipsis litteris da Ana, para as mais tortas, deixo minhas medidas baseado no que esinou a Dona Benta.

(PS: recomendo fortemente ler o que a Ana escreveu sobre a massa)

  • 240g de farinha de trigo (1 1/2 xíc.)
  • 160g de manteiga gelada cortada em cubos (usei ¾ de xícara, já picada)
  • 80g de água gelada (quase 1/2 xíc., faltando 1 dedinho para completar)

1 colh. (chá) de sal (usei duas colheres de sobremesa de açúcar de baunilha)

e canela ralada na hora.

Fazer rapidamente uma farofinha (tipo farofa de cuca), com o trigo, o açúcar + canela e a manteiga. Use as pontinhas dos dedos para não derreter muito a manteiga. Adorei fazer isso! Juntar a água e amassar, mas não muito. Enrolar em plástico filme e deixar na geladeira por uma hora.

Separe cerca de 1/3 da massa para cobrir (descanse na geladeira).

Abrir a massa com o rolo em superfície enfarinhada. Dá pra notar umas bolotinhas de manteiga na massa, bem pititicas, mas isso é desejável.

Na hora de abrir, a massa começou a grudar muito no rolo e na bancada. Pra não ter que abusar da farinha e acabar estragando a massa, eu acabei abrindo na mão. Levantei a massa e fui esticando, puxando dali e daqui. Não ficou beeem redondinha como eu gusto que fique, mas funcionou! ;-)

Forrar uma forma de abrir (ou não), e cobrir com alumínio e feijões. Eu nunca havia feito isso e minhas massas sempre diminuiam. Agora eu sei porque. ;-) Assar por cerca de 15 minutos em forno médio. Eu segui à risca, coisa que geralmente não faço e acho que poderia ter ficado mais 05 minutinhos. Vai do forno de cada um, ok?

Para o recheio (feito enquanto a massa pré-assava):

Tirei somente as sementes (e o cabo também, antes que alguém me pergunte), de 05 ou 06 maçãs. Piquei em cubos mais ou menos regulares e temperei com limão. Levei à panela com uma colher de sopa de manteiga, açúcar de baunilha, bastante canela ralada na hora, mais passas brancas e nozes. Esses últimos, para dar uma cara mais apfelstrudel na minha torta.

Recheei a torta, cobri (fiz uns furos pra escapar o valor), pincelei com uma gema e assei. Bem feliz. Fiquei muito satisfeita com o resultado!

torta de maçã

ps: fiz a torta ANTES  do surto do tcc.

Anúncios