Adoro batatinha inglesa! Não dou bola pra batata doce e batata baroa, mas adoro a batatinha inglesa. Bem, sou descendente de alemães, faz parte do meu código genético gostar de patata, linguiça, xeléia, nata…mas não tudo xunto. Pelo menos não a xeléia.

Esta é uma maneira de variar a batatinha a ser servida com carnes de panela ou assadas.

Basta cozinhar as batatas bolinhas em água e sal e depois juntar uma colherada de pesto às bonitinhas.

batatas ao pesto

Toda pata choca, toda pata choca, só a patatinha não!

Anúncios

Existem muitos, muitos tipos de pesto. O mais conhecido é o pesto genovês, um molho à base de manjericão muito aromático e saboroso.

Como o meu pé de manjericão é quase selvagem, pensa que é inço, o podei e aproveitei para fazer um pesto. O ideial é fazer o pesto num almofariz, mas o mixer dá conta do recado muito bem. Só não recomendo usar o liquidificador, a não ser que se faça uma quantidade enorme!

  • 01 bouquet de manjericão, folhas lavadas e secas, sem o talo
  • 01 pedaço de parmesão, picado grosseiramente
  • 02/03 dentes de alho
  • 01 punhados de nozes – a receita original pede pinólis, mas nozes substitui muito bem
  • Azeite quanto baste
  • Sal à gosto

Basta bater ou pilar tudo. Já que as minhas quantidades são meio vagas, é bom mencionar que o principal sabor é o manjericão, o alho deve ser suave, o azeite dá a liga e o parmesão completamenta e as nozes, que não devem ficar muito miúdas, dão a crocância.

Guardado num vidro e coberto com azeite, dura bastante na geladeira.

Agora, basta cozinhar a massa da sua preferência! Sirva com parmesão ralado e um vinho!

Praticamente mais fácil do que miojo, mas muito, muito melhor!

Ah, eu também uso o pesto com frango, no risotto, numa receita de pão…. é bem versátil!

Bom feriado!

pesto genovês